Chão de estrelas

O coreógrafo foi o sobrevivente da equipe. Nada mais essencial. Coisas insólitas estão acontecendo com ela e com as pessoas que mais ama por causa disso. Precisa ser posta para fora (é de forma mais sutil que se defende) o especialista comentou, afirmou. Devo parar? Já lera uma vez sobre aquilo, o gosto da coisa que engole. Só podia ser. Que a morte sirva de exemplo, alerta. Um tubo fechado numa das extremidades. O soluço escapando, o grito na praça. Mas para superar era preciso aprender a levitar, estar de pé e abrir os braços, fazendo um movimento que não faz ideia do que é. Mas de igual intensidade, braços e pernas. O pescoço desceria mais livre. Imagina  a água escorrendo pela nuca como ato supremo e solitário de afeto.

Vamos aos saltos.

048-gueorgui-pinkhassov-theredlist.jpg

Gueorgui Pinkhassov, Moscow, 1993

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s