Pensamentos válidos sobre o mundo

Você tem que aprender a se adaptar a isso, a evoluir para a rotina de forma satisfatória. Pílulas diárias de bem querença. E o ciclo… bem, seria tolice tentar fingir que, mesmo agora, minha vida já é diferente da que era antes. Usa-se ainda aquelas coisas desconfortáveis por costume, ilusão, talvez um pouco de alegria… mas e esses graves?

Tenho certeza que você notou. A forma como as pessoas se comportam? A maneira como eles falam, a maneira como se vestem, a aparência? Tudo! O entorpecimento da sociedade.

Tentamos sempre esticar os limites, autorresistência. Esticar em tentativas a percepção desses limites que nos damos a nós mesmos. Eu penso que há ainda outros planos em que você pode se relacionar com a situação de vida exata. Da escrita. A realidade e o sonho são a mesma coisa, limites e fronteiras habitáveis como produto de ações, de pulsão, quiçá lucidez. Gosta da vida familiar, de queijos. Que frio, corpo rígido, dedos apertados. Vento que te joga nos tecidos, mesmo que nua. Fragmentos, minicurrículos, minibiografias nas linhas das mãos. Uma extensão do corpo, público e privado, mural de recados, anotações, excertos, adesivos, cicatriz.

Mas por que eu deveria me preocupar? A polícia da boa educação e dos bons modos não vai me colocar na prisão! Então eu não sei o quanto as pessoas realmente se importam mas acho que é uma boa maneira de tomar decisões, de forma calma e precisa. Necessidade. É realmente uma ótima maneira de se viver. Eu resisti a isso por um longo tempo. É uma pressão estranha e eu não sinto que é o meu trabalho, mas pode ser que isso ajude a pensar na vida. Nas vidas.

Lidar com algo como uma ruptura se torna urgente porque pode ou não durar muito tempo. Ele quer estar em movimento e nenhuma quantidade de apego vai impedi-lo de sair pela porta. Você está para mover em terreno novo isso é muito simbólico de uma nova vida, a densidade manifestada.

Eu sou experimental, estou curiosa e agora tento coisas. Porque gosto mesmo é de pitar e de ouvir samba em um boteco tomando cachaça.

‘quis mudar tudo, mudei tudo, agora após tudo, extudo, mudo’ (Augusto de Campos) (reflexão, aceitação).

IMG_20170421_130105495[1].jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s