Brecha

A gente costumava colocar uma vassoura atrás da porta da cozinha com o pelo pra cima, para visita ir embora rápido. 

Alguns viajaram para terras distantes, enquanto outros ficaram em casa. Alguns instrumentos acondicionados, algum mantimento. Para outros O assunto era sobre a largura da vida, desde as alturas do céu e as profundezas do inferno até mistérios amorosos, entendimentos sagrados e admiração mútua transcendente. Esses, intencional ou involuntariamente, como o sol da manhã brilhando através de vitrais, se iluminam.

Às vezes, posso andar por quilômetros imaginando meus pés através da água e do fogo. Um sentimento bonito, e quando eu lembro de você se movendo seus braços no ar, como que fazendo desenhos invisíveis, eu não consigo pensar em linha reta. E estou silenciada no momento. Eu acho que é como uma coisa impregnada na pele. Se soubesse o extraordinário que é,  equilíbrio de confiança e vulnerabilidade que a ação pede…  Eu venho de uma época em que: ‘Tudo pode desmoronar agora, amanhã’. 

Se acumulam os buracos que uma goteira provoca no piso. Estamos apenas preocupados quando tudo vai desmoronar, mas na verdade eu acho, bem, talvez não seja o bastante. Por um longo tempo, talvez eu tenha feito esse pouco.
Venha tocar o ar com seus dedos, e por favor, troque as atmosferas aqui.
24337481_2394579914101000_1290404853_n
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s