Literalmente [ou quase]

Ainda não se tornara uma persona non grata, tudo foi feito na sala de espera. Mas suas idéias podem ser um pouco difíceis de entender ou aceitar, principalmente agora que parecia estar sentindo muita dor, precisava das suas muletas. Muito embora não seja possível analisar a composição do seu silêncio, uma melhor compreensão de tudo poderia fazê-la se sentir mais… talvez menos, menos fatiada. A capacidade de resposta e a motivação para uma maior consciência  ou uma maior empatia ficam seriamente comprometidas. Uma outra abordagem que aparece como alternativa às muletas é mudar os hábitos e ser, e que seja tão robusta, que seja tão plena, que seja tão infernal.

Começara por reduzir outras distrações, parecendo ser um agir  benéfico sem dentros, sem foras. Precisava de um tema, nem que fosse para subvertê-lo. Mas era tudo ficcional, afinal os temas não a poupariam das escolhas, que eram feitas a todo instante, com consciência, com querência ou não.  Definindo expectativas. Passaram-se quase duas horas, uma abre e fecha sem fim, e aquela necessidade de estar sozinha, percebia-se, voltara.

Fotor070415397

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s