É um olhar de quem está tomando medidas.

Chegamos tarde por certo, com uma euforia exausta. É impossível não carregar as regras consigo na memória, diminuir o açúcar e ter prudência com as gorduras. O apetite, quando se trata, não é nada como nós esperamos, não é nada a saúde prometida. Mesmo que não venha mais ninguém, até melhor, as tragédias, esses turistas infelizes que vagam de alma em alma deixando para trás uma vaporosa libido, já trazem alguma satisfação. Essa gente faminta e desesperada deve ser mantida à distância. Não as olhe e elas estarão invisíveis. Seguia por esse caminho tentando decifrar o que significava aquele sorriso feliz e realizado, aquele arranha-céu de belezura. Só boas lembranças, impressões e tristeza. Hilário e humano. O banho de agitação, ruminação e julgamento que você se afunda em uma caminhada despretensiosa numa primavera-manhã  – quando ninguém sabe exatamente o que vai acontecer a seguir, você toma um gole hoje, onde o espírito encontra o osso. O masculino está fraco, carcomido, talvez ultrapassado. Em um estilo parecido com os lenhadores do norte do Canadá, com uma flutuabilidade de alguma forma ligado à terra, ao cotidiano, às perrengueiras naturais, estaria muito melhor do que no martírio individual que é bastante nojento. É a graça dela, é a graça dela.

 

Eu te pergunto pela paz que falta.

 

002-yang-cao-theredlist
Yang Cao

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s